ABRACE

Prevenção

nov 25 Em entrevista, Benjamim Horta – Diretor da Abrace, fala sobre direitos humanos e como educar para a paz.

Em entrevista hoje na Rádio Inconfidência em Belo Horizonte, Benjamim Horta, Diretor da Abrace Programas Preventivos fala sobre Direitos Humanos e aborda o tema de sua palestra no SINEP “Educação e Direitos Humanos – Como promover a solidariedade e educar para a paz!”

Ouça na íntegra a entrevista:
http://bit.ly/entrevista-benjamim-horta-radio-inconfidência

Benjamim_Horta_Rádio_Inconfidência_Educação_Direitos_Humanos

 

 

 

nov 17 Curitiba sedia debate sobre geração de emprego e renda em época de crise

A Escola de Inovação Pública (EIP) realiza, no dia 23 de novembro, no Teatro Sesc da Esquina, a primeira edição do Curitiba em Debate, iniciativa que pretende discutir os problemas que afligem a população da capital, bem como as propostas para resolvê-los ou amenizá-los. Com o tema “Como inovar para gerar emprego e renda em época de crise”, esse primeiro encontro tem apoio do Sistema Fecomércio Sesc Senac PR e da Universidade Tuiuti do Paraná.

O debate terá início às 19h e duração aproximada de duas horas. A mesa de discussão reunirá membros do poder legislativo e executivo municipal e estadual, além de representantes do setor produtivo.

Ao todo, o projeto prevê a realização de dez encontros que terão como objetivo levar o debate político para junto dos cidadãos como forma de prepará-los para as próximas eleições municipais.

A Escola

A EIP é uma empresa de capacitação profissional para gestores públicos que tem como objetivo melhorar a prática da gestão pública através de ideias que possam fazer a diferença.

 

Serviço:

Curitiba em Debate: Como inovar para gerar emprego e renda em época de crise

Local: Teatro Sesc da Esquina (Rua Visconde do Rio Branco, 969, Centro – Curitiba/PR)

Horário: das 19h às 21h

Inscrições gratuitas pelo site www.inovacaopublica.com.br

Informações: (41) 9929-4386marco@inovacaopublica.com.br

nov 16 Participe do projeto “Escola Sem Bullying®” da Abrace Programas Preventivos.

Nunca se falou tanto a respeito de bullying no Brasil, e no entanto, este fenômeno nunca esteve tão presente nas instituições de ensino. Segundo uma pesquisa do IBGE de 2012, o bullying envolve quase 30% dos estudantes brasileiros, sendo que a grande maioria desse total, cerca de 20% é formada por agressores, ou seja, um em cada cinco alunos pratica bullying contra colegas no Brasil. Pesquisas realizadas pela Abrace no ano de 2015 apresentaram um número alarmante; aproximadamente 43% dos alunos de instituições de ensino particular estavam envolvidos em casos de bullying.

Escola_Sem_Bullying

A Abrace Programas Preventivos® nasceu do desejo de transformar esta realidade no Brasil. Composta por uma equipe de especialistas, desenvolveu o projeto Escola Sem Bullying®, onde apresenta uma engenharia de transformação, visando não só a aplicação de um projeto, mas a instauração de uma cultura de paz, ampliando a consciência ética e moral dos alunos, reduzindo os índices de bullying nas instituições e auxiliando educadores na intervenção e solução de casos de bullying que venham a ocorrer. O projeto Escola Sem Bullying é um projeto de ação interdisciplinar que busca de forma didática, informar e conscientizar o aluno a respeito do bullying e suas consequências e tornar a prática do bullying intolerável em sua escola local, assim como despertar no aluno a sensação de cuidado, segurança e aceitação, tornando-o consciente do seu lugar e papel no ambiente escolar, compreendendo suas dificuldades sociais e investindo individualmente em cada um.

Atualmente a Abrace tem atendido diversas escolas no Brasil e planeja implementar o projeto em escolas do Reino Unido até 2017. “Toda ação preventiva requer primeiramente uma metodologia eficaz, e uma dedicação sistemática ao assunto, sensibilizando e despertando a sociedade para a seriedade do problema e suas consequências. Por este motivo, propomos um método profundo e de detalhamento minucioso com engajamento a médio e longo prazo com alunos, educadores e comunidade, fornecendo subsídios teórico-metodológicos, e todo o acompanhamento e estrutura necessários em cada estágio do projeto.” Benjamim Horta – Diretor da Abrace. Caso queira conhecer melhor o projeto ou deseja aplicá-lo em sua escola, acesse www.abraceprogramaspreventivos.com.br ou ligue para (41) 3319 – 1390 / (41) 99237-7888

Fonte: SINEP – MG

nov 16 Palavras Mestras realiza encontro sobre Direitos Humanos no dia 25 de novembro

O SINEP/MG realiza no dia 25 de novembro mais uma edição do “Palavras Mestras”. Nesta edição, os educadores vão conferir a palestra “Educação e Direitos Humanos – Como promover a solidariedade e educar para a paz” ministrada pelo filósofo e pedagogo Benjamin Horta, Diretor da Abrace Programas Preventivos.

benjamim_horta_Diretor_AbraceProgramasPreventivos_bullying

Palestrante: Benjamim Horta – Diretor Abrace Programas Preventivos

 

Na programação, das 18h30 às 19h – café de boas vindas e das 19h às 20h30 – palestra. Encaminhe para cursos@sinepe-mg.org.br seu nome completo, cargo, email, escola e telefone de contato. Informações com Marina Gavioli – (31) 32915844

Fonte: SINEP-MG

set 11 Abrace Programas Preventivos, representantes dos policiais federais, e diversos especialistas participam de debate sobre Assédio Moral.

No dia 02 deste mês, representantes dos policiais federais de diversas carreiras do serviço público e especialistas em relações de trabalho, reuniram-se no auditório Nereu Ramos da Câmara dos Deputados, para a realização do Seminário Combate ao Assédio Moral na Administração Pública, promovido pela Comissão de Legislação Participativa (CLP). O evento atendeu à solicitação dos profissionais de segurança pública da Federação Nacional dos Policiais Federais – FENAPEF e do Sindicato dos Policiais Federais no Distrito Federal – SINDIPOL/DF.

Advogados, filósofos, psicólogos, sociólogos, policiais federais, técnicos em assuntos educacionais, policiais civis, rodoviários federais e militares foram unânimes ao cobrar o encaminhamento de um marco legal para coibir e prevenir o assédio moral no ambiente profissional.

Abrace_Programas_Preventivos_BenjamimHorta_AssédioMoral_Sindol-MG

Durante todo o dia a necessidade de implementação de uma norma que regulamente a punição daqueles que praticarem assédio moral, foi evidenciada por todos os expositores. Flávio Werneck, presidente do SINDIPOL/DF apontou casos ocorridos na Polícia Federal, destacando a possibilidade da existência de um assédio moral (terror organizacional) coletivo institucionalizado no âmbito do DPF.

Benjamim Horta, diretor da Abrace – Programas Preventivos,  defendeu a importância de defesa coletiva e a solidariedade entre os colegas de trabalho no combate ao assédio moral.

Abrace_Programas_Preventivos_BenjamimHorta_AssédioMoral_Sindol-MG_bullying

Benjamim Horta – Diretor da Abrace Programas Preventivos falando sobre assédio moral.

Jesus Camaño, diretor lembrou a Portaria Interministerial número 02 de 2010, que “garante” aos policiais federais o atendimento psicossocial, ressaltou que embora seja bela e se efetivada traria resultados positivos e melhorias significativas no ambiente de trabalho, ela precisa sair do papel.

Fonte: Sindpol-DF
Fotos: Filipe Brasileiro